7 de fevereiro de 2017

Como surgem as carências afetivas e como lidar



Carência  é definidas pelo Dicionário Aurélio como: “falta, ausência, privação, necessidade, privação” .



preço consulta psicologo sp, psicanalista bradesco saúde, Psicobiologo, Psicóloga, psicologa amil, psicologa amil sp, Psicologa Amil sp, psicologa amor, psicologa ana rosa, Psicologa bradesco, Psicologa bradesco saude, psicologa bradesco saude são paulo, psicologa bradesco saude sp, psicologa bradesco sp, Psicologa bradesco sp, Psicóloga convenio Amil, psicologa convenio bradesco, psicóloga convenio saúde Sulamerica sp, psicóloga convenio Sulamerica saúde sp, Psicologa convenio Sulamerica sp, psicologa convenio sulamerica, Psicologa convenio Sulamerica, psicologa do amor, psicologa e psicoterapeuta, psicologa em sao Paulo, psicóloga em são Paulo, psicologa em sp, psicologa pelo bradesco, psicologa que atende amil, psicologa que atende bradesco, psicologa que atende bradesco saúde,psicologa que atende sul américa, psicologa sao Paulo, psicologa são Paulo, psicologa saude bradesco, psicóloga saúde bradesco sp, psicóloga saúde Sul america sp, psicóloga saúde Sulamerica sp, psicologa sp, psicóloga sp, psicologa sul américa, psicóloga Sul america saúde sp, Psicologa Sul america sp, Psicologa Sul america, psicologa sulamerica, psicóloga Sulamerica saúde sp, Psicologa Sulamerica sp, Psicologa Sulamerica, psicologa vila mariana, psicologa whatsapp, psicóloga zona sul, psicólogas, psicologas em são Paulo, psicologia, psicologia sp, psicologia amil, psicologia amil sp, psicologia amor, psicologia amor não correspondido, psicologia apego, psicologia auto estima, psicologia bradesco, psicologia bradesco saúde, psicologia bradesco saude são Paulo, psicologia bradesco saude sp, psicologia com amor, psicologia comportamental amor, psicologia convenio amil, psicologia convenio bradesco, psicologia da afetividade, psicologia de amor, psicologia do perdão, Psicologia dos sentimentos, psicologia e amor, psicologia e psicoterapia, psicologia emocional amor, psicologia emoções sentimentos, psicologia infantil, psicologia infantil amil, psicologia infantil amil sp, psicologia infantil bradesco saúde, psicologia sem fronteiras, psicologia sentimentos amor, psicologia sobre o amor, psicologia sp, psicologia termino de relacionamento, psicologia valores, psicologia vila mariana, psicólogo, psicologo bradesco saúde, psicologo convenio bradesco, psicologo em sp, psicologo sp, psicólogo sp, psicologo allianz, psicólogo amil, psicólogo amil sp, Psicologo Amil sp, psicologo amor, psicólogo atende bradesco saúde, psicologo barato, psicologo barato em sp, Psicologo bradesco, psicologo bradesco saúde, psicólogo bradesco saúde, psicologo bradesco saude sp, psicólogo bradesco saúde sp, Psicologo bradesco sp, psicologo campinas unimed, psicologo consulta gratuita em sp, psicologo consulta gratuito, psicologo convenio, psicologo convenio amil, psicologo convenio amil sp, psicólogo convenio Amil, psicologo convenio bradesco, psicólogo convenio bradesco, psicologo convenio bradesco saúde, psicologo convenio bradesco sp, psicólogo convenio saúde Sulamerica sp, psicologo convenio sulamerica, psicólogo convenio Sulamerica saúde sp, Psicologo convenio Sulamerica sp, Psicologo convenio Sulamerica, psicologo do amor, psicologo em bradesco, psicologo em são Paulo, psicologo em são paulo convenio bradesco, psicologo em sp, psicologo golden cross, psicologo omint, psicologo pela amil, psicologo pelo bradesco saúde, psicologo pelo convenio, psicologo pelo convenio amil, psicologo pelo convenio bradesco, psicologo plano amil, psicólogo plano bradesco, psicologo plano bradesco saúde, psicologo plano de saude amil, psicologo plano de saude bradesco, psicologo pode atender pessoas da mesma família, psicologo preço, psicologo preço popular sp, Psicólogo Psicologa convenio bradesco, psicologo psicoterapeuta, psicologo que aceita bradesco saúde, psicologo que atende amil, psicologo que atende bradesco, psicologo que atende bradesco saúde, psicologo que atende bradesco saude sp, psicologo que atende pela amil, psicólogo que atende pela amil, psicólogo que atende pelo bradesco, psicologo que atende pelo bradesco saúde, psicologo que atende sulamerica, psicologo que atende sulamerica sp, psicologo sp bradesco saúde, psicologo sao Paulo, psicologo são Paulo, psicólogo são Paulo, psicologo saude bradesco, psicólogo saúde bradesco sp, psicólogo saúde Sul america sp, psicólogo saúde Sulamerica sp, psicologo sp bradesco saúde, psicologo sp primeira consulta gratuita, psicologo sp zona sul, psicologo sul américa, psicologo sul américa, psicólogo Sul america saúde sp, Psicologo Sul america sp, Psicologo Sul america, psicologo sulamerica, psicólogo sulamerica, psicólogo Sulamerica saúde sp, psicologo sulamerica sp, Psicologo Sulamerica sp, psicologo vila mariana, psicologo zona sul sp, psicólogos, psicologos em sp, psicologos sp, psicologos amil, psicólogos amil, psicologos

Somos programados para viver em grupos, por isso é comum que busquemos companhia na maior parte do tempo.

Nas eras primitivas esse agrupamento tinha por finalidade a defesa contra predadores e com isto surgiu o paradigma de que o isolamento coloca o indivíduo em situação de perigo. Além disso, nosso desenvolvimento cognitivo é favorecido por meio da interação com outras pessoas.



A carência afetiva é percebida quando o indivíduo dá-se conta que não esta recebendo afeto, atenção, amor e carinho da forma que deseja. É como receber uma alimentação insuficiente para nutrir o organismo.

O estado de carência é potencializado a partir de estímulos do ambiente, mas que os indivíduos nem sempre  e dão conta. As músicas, os filmes, a programação televisiva colaboram para a construção de idealizações afetivas, levando os indivíduos a quererem sempre mais afeto, as vezes muito mais do que realmente poderiam ter.


Para Bauman, as pessoas buscam relacionamentos na esperança de mitigar a solidão (2003, p. 30). Deste modo, o indivíduo que não está numa relação sente duplamente carente: primeiro pela ausência de afeto; segundo pela pressão social imposta pelas mídias, que induzem as pessoas a acreditarem que “é impossível ser feliz sozinho” (isto não é verdade).

Como lidar:  Minha sugestão é que as pessoas

  1. comecem por fazer uma análise crítica, separando suas reais necessidades, daquelas inventadas pelo apelo social. Por exemplo: Você NÃO PRECISA casar até os 30 anos, você PODE ir ao cinema sozinho, você PODE viajar SOZINHO, etc.
  2. Ao perceber suas necessidades, exclua as idealizações, e fique aberto para vivenciar relacionamentos com pessoas diferentes dos modelos plantados pelo apelo midiático (delete os contos de fadas da sua cabeça);
  3. Simplifique as coisas: Não busque alguém que lhe preencha. Busque alguém com quem você possa viver de forma natural, sem cobranças inúteis.
Ao reduzir suas expectativas a vida afetiva torna-se mais fácil. Dedique tempo a si mesmo, tornando-se uma pessoa melhor, para atrair pessoas que mereçam você.


BAUMAN, Z., Amor Líquido. Ed. Zahar. Rio de Janeiro. 2003

Textos sobre Relacionamento

Widget Recent Posts

Artigo da semana