9 de junho de 2012

Análise da letra "O Papa é POP"

As letras do Compositor Humberto Gessinger retratam conteúdos extremamente profundos, exigindo grande capacidade de abstração para estabelecer uma compreensão aproximada. Portanto devem ser interpretados de acordo com a subjetividade e o momento de cada um. Deste modo, não existe interpretação certa ou errada.

Não é possível afirmar com certeza sobre o que Gessinger pretendeu expor, exceto se o mesmo se posicionar a este respeito.

Deste modo, deixo aqui uma análise  aproximada, respeitando os demais pontos de vistas e ressaltando que não existem verdades absolutas.

Aceito críticas, desde que sejam feitas de forma madura, adultas, fundamentadas e construtivas visando agregar novos pontos de vista para todos os leitores E QUE ESTEJAM COERENTES COM O QUE FOI ESCRITO NO POST. 

Respostas ofensivas não serão publicadas.

___________________________________________________



Eis a letra na íntegra:


Todo mundo tá revendo
O que nunca foi visto
Todo mundo tá comprando
Os mais vendidos
É qualquer nota,
Qualquer notícia
Páginas em branco,
Fotos coloridas
Qualquer nova ,
Qualquer notícia
Qualquer coisa
Que se mova
É um alvo
E ninguém tá salvo...
Todo mundo tá relendo
O que nunca foi lido
Tá na caras
Tá na capa da revista
É qualquer nota,
Uma nota preta
Páginas em branco,
Fotos coloridas
Qualquer rota,
A rotatividade
Qualquer coisa
Que se mova
É um alvo
E ninguém tá salvo
Um disparo
Um estouro
O Papa é Pop,
O Papa é Pop!
O Pop não poupa ninguém
O Papa levou um tiro
À queima roupa
O Pop não poupa ninguém
Uma palavra
Na tua camiseta
O planeta na tua cama
Uma palavra escrita a lápis
Eternidades da semana..
Qualquer coisa
Quase nova
Qualquer coisa
Que se mova
É um alvo
E ninguém tá salvo
O Papa é Pop,
O Papa é Pop!
O Pop não poupa ninguém
O Papa levou um tiro
À queima roupa,é...
O Pop não poupa ninguém
Toda catedral é populista
É pop
É macumba prá turista
Mas afinal?
O que é Rock'n'roll?
Os óculos do John
Ou o olhar do Paul?
O Papa é Pop,
O Papa é Pop!
O Pop não poupa ninguém
O Papa levou um tiro
À queima roupa,
O Pop não poupa!
O Pop não poupa!
Ninguém!..
(Engenheiros do Hawaii)
Esta é a faixa título do Album "O papa é pop", Gravado em 1990.: Os lados do vinil foram rebatizados de Lado Papa (Lado A) e Lado Pop (Lado B).
Pouca gente entende o que significa " O papa é Pop".. O que será que querem dizer com essa frse?
Pra saber exatamente o que quer dizer, só entrevistando o próprio Gessinger, mas dá pra fazer certas inferências, pois alguns trechos são claríssimos:
"Todo mundo tá revendo
O que nunca foi visto
Todo mundo tá comprando
Os mais vendidos
É qualquer nota,
Qualquer notícia
Páginas em branco,
Fotos coloridas
Qualquer nova ,
Qualquer notícia
Qualquer coisa
Que se mova
É um alvo
E ninguém tá salvo...
Todo mundo tá relendo
O que nunca foi lido
Tá na caras
Tá na capa da revista"
Aparentemente o compositor está falando da compulsão a repetição, à mesmisse. 

Todo mundo tá revendo o que nunca foi visto equivale a dizer que as pessoas estão mudando os canais de TV e  folheando páginas da mídia impressa, vendo sempre as mesmas coisas, as mesmas histórias vazias que não trazem nada realmente que mereça "ser visto". O mesmo vale para seus bens de consumo.

"E ninguém ta salvo"  é afirmar que a sociedade é bombardeada por essa informação vazia, sem conteúdo e de certo modo depreciativa, pois pra onde quer se corra, é possível se deparar com ela.
O Papa é Pop,
O Papa é Pop!
O Pop não poupa ninguém
O Papa levou um tiro
À queima roupa,é...
O Pop não poupa ninguém
Neste trecho, possivelmente o compositor está tentando dizer que o pop, ou melhor a mídia não poupa ninguém. Para vender revista, ou ganhar audiência, os meios de comunicação transforma os detalhes mais insgnificantes em grandes acontecimentos... e não perdoa ninguém. Sem princípios morais ou éticos, esta mídia que se apresenta invade nossas casas, nossa vida, violando nossos interesses e impondo-nos novas celebridades relâmpago!

Mas afinal?
O que é Rock'n'roll?
Os óculos do John
Ou o olhar do Paul?


Aqui também há uma alusão clara à banalização do sagrado, mas agora o compositor se refere à música. Seriam os óculos do John mais importantes que sua obra?

Vivemos numa modernidade líquida, onde nada é permanente. As celebridades, a moda, os costumes, sofrem constantes modificações, para atender à demanda do mundo capitalista. E fica aqui uma pergunta pra você responder: Qual é mesmo o principal meio de alienação utilizado no capitalismo?...

Você sabe a resposta. Se não sabe, releia o post!

_______________________________________________________________________________

ps.: autorizo a cópia, desde que a fonte seja citada. Cópias sem autorização estão sujeitas  As penalidades estão previstas na Lei 9.610/98 de direitos autorais

Textos sobre Relacionamento

Widget Recent Posts

Artigo da semana