Redes Sociais

28 de fevereiro de 2018

Ter ou não ser: eis a Questão!!

É muito comum que algumas pessoas deem vazão ao seu lado consumista, adquirindo certos bens que não precisam, e que jamais teriam pensado em comprar se....não fosse a vontade irresistível de possui-lo, apenas para alavancar sua autoestima.

consumismo; psicologa Amil


Ok! A intenção aqui é fazer uma reflexão sobre o tema, buscando ampliar a compreensão sobre  o tema.

Meu ponto de partida é a Pirâmide de Maslow



  1. degrau:
  2.  necessidades fisiológicas (básicas), tais como a fome, a sede, o sono, o sexo, a excreção, o abrigo;
  3. degrau: 
  4. necessidades de segurança, que vão da simples necessidade de sentir-se seguro dentro de uma casa a formas mais elaboradas de segurança como um emprego estável, um plano de saúde ou um seguro de vida;
  5. degrau
  6. necessidades sociais ou de amor, afeto, afeição e sentimentos tais como os de pertencer a um grupo ou fazer parte de um clube;
  7. degrau
  8. necessidades de estima, que passam por duas vertentes, o reconhecimento das nossas capacidades pessoais e o reconhecimento dos outros face à nossa capacidade de adequação às funções que desempenhamos;
  9. degrau
  10. necessidades de auto-realização, em que o indivíduo procura tornar-se aquilo que ele pode ser:


Maslow parte das necessidades básicas dos indivíduos até as necesidades mais elevadas como a autorealização, passando por   três outras graduações.

Nota-se que o gosto pelo supérfluo, de acordo com Maslow não se encontra em nenhum degrau da pirâmide, o que não significa que foi ignorado, mas que provavelmente esteja embutido em outra categoria.

Se considerarmos que o supérfluo serve para satisfação pessoal, e que esta satisfação estaria ligada à busca pela aprovação social, então para alguns o consumismo estaria encaixado no terceiro degrau da pirâmide onde o que conta é a busca pelo pertencimento, pois nesse caso ter é igual a ser.

Exemplo: se um indivíduo tem um carro novo, significa que (aparentemente) pertence a uma classe social privilegiada; se usa determinadas grifes, então pertence também a determinada classe de pessoas.

Portanto se chegamos a conclusão que a busca pelo ter é a busca pelo ser.

No entanto, as coisas não ocorrem desta forma: Por mais que alguém gaste todo seu décimo terceiro em roupas e sapatos caros, não pertencerá às camadas sociais destacadas. E aí aparece a frustração, porque a roupa não encobre a miséria psíquica que desfila nas passarelas da vida.

Por isso é bom refletir antes de sair pra "gastar um pouquinho e espairecer", pois isso pode ser considerado como uma fuga da realidade, e as fugas não solucionam nenhum conflito.

Vale a pena refletir: o que se busca na Etiqueta, na Marca, na Grife. Que identidade estaria escondida por trás da etiqueta. "Quem eu sou"e "Quem estou buscando ser".

Lembrando sempre que SER é muito diferente de TER!

Avalie

Avisos


© 2014-2016 |Todos os direitos reservados|
É proibida a reprodução parcial ou integral do conteúdo deste website, em qualquer forma, sem autorização expressa dos autores.
O conteúdo deste site destina-se a todos aqueles que buscam ajuda psicoterapêutica, porém não substitui o acompanhamento psicoterápico.

As endereços de email são mantidos sob sigilo e nenhuma informação dos usuários é vendida, trocada ou divulgada.

As mensagens enviadas por usuários em particular não serão divulgadas. Solicita-se que os comentários de posts sejam sucintos e discretos. Comentários que contenham relatos de casos serão apagados para preservar o sigilo dos usuários.

Artigo da semana

Postagem em destaque

Psicóloga Bradesco Saúde sp

Psicologa Bradesco Psicologa que atende Bradesco, Amil, Sulamerica, Vila Mariana, SP. Agende sua consulta Gratuita 1199984-9910 ...

♥ psicologa bradesco sp



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Indicação de Leitura

  • A formação Social da Mente - Vygotsky
  • A mente vencendo o humor - Greenberger, D., & Padesky, C. A. (1999)
  • Amar ou depender - Walter Riso
  • Amor, ódio e Reparação - Melanie Klein
  • Amores que Matam
  • Coleção EMOÇÔES - Mente e cérebro
  • Porque Amamos - Helen Fisher
  • Psicologia do Amor - Nathanael Baden
  • Seis Estudos de Psicologia - Jean Piaget
  • Sexo, Amor, Endorfinas e Bobagens - Cibele Fabichak
  • Solidão - Anthony Storr